Centro Auditivo Jaraguá

:: Audiometria

Um ouvido humano com audição normal pode detectar uma variação muito ampla de freqüências, de 20 Hz até 20.000Hz. O exame auditivo padrão se concentra somente na variação de freqüência necessária para o entendimento da fala: de 250 Hz a 8000 Hz.

Um profissional da saúde auditiva testa a audição em um ambiente silencioso com um audiômetro especialmente calibrado, usando procedimentos específicos. Cada ouvido é testado separadamente, já que os danos podem ser diferentes em cada ouvido.

A variação de audição do ouvido testado é comparada à variação normal de audição. As principais observações para as freqüências diferentes são “em que momento eu começo a ouvir o som” e “em que momento o som se torna incômodo por estar muito alto”. O resultado é apresentado na forma de um audiograma.

O audiograma é um gráfico que mostra os sons mais suaves medidos em uma pessoa em diferentes intensidades e frequências. Esta faixa de freqüência medida é uma parte da região de freqüência de fala. Diferentes sons em diferentes “línguas” têm diferentes intensidades e timbres.

Por exemplo, a vogal /i/ se pronuncia /i/ no português e /ai/ no inglês. O audiograma acima mostra a freqüência e a intensidade necessária para que a pessoa ouça diferentes sons.

Durante o teste com aparelhos auditivos, os sons são apresentados de diversas formas. Ao realizar com o fone de ouvido, o som vai direto para dentro, passando pelo canal auditivo, orelha média e chega à orelha interna. Este processo é conhecido como teste de condução do som que verifica como todo o sistema auditivo responde ao som.

Se o teste de condução mostra alguma perda auditiva, outro instrumento chamado vibrador ósseo é colocado atrás do ouvido para que, durante o teste, o som seja enviado diretamente ao ouvido interno. Os sons são enviados por meio dos ossos da cabeça e não passam pelos ouvidos externo e médio. Este processo é chamado teste de condução óssea.

Quando os sons passam menos pelo ouvido externo e médio que pelo o ouvido interno, dizemos que os valores de audição são melhores por via óssea. Isto representa uma perda de condução. Porém quando os sons se movimentam pelo ouvido externo e médio da mesma maneira que pelo ouvido interno da mesma maneira, pode representar um problema de ouvido interno ou nervos auditivos.
Uma terceira possibilidade pode ser encontrada quando marcamos os valores por condução e por meio ósseo, quando encontramos problemas de condução e ósseo representando no gráfico uma perda de audição mista.

A segunda importante parte do audiograma mostra a porcentagem de acertos de palavras monossílabas e dissílabas quando o som é aumentado no fone. Esta fase, representa como a pessoa reconhece e discrimina estas diferentes palavras, tem grande importância para os testes de aparelhos por indicar o quanto a pessoa será capaz de, além de perceber o som, compreende-lo nos diversos ambientes que freqüenta.
O profissional de saúde auditiva pode explicar o significado dos resultados e o efeito de uma perda em especial na vida e na comunicação cotidiana, além de fornecer informações e orientações sobre a decisão relativa a aparelhos auditivos.

 

CAJ
Centro Auditivo Jaraguá
Av. Mal Deodoro da Fonseca, 889
Jaraguá do Sul/SC , Centro , 89251-700 Brasil
(47) 3372-2364
Logomarca TWC Comunicação